A Santa Mãe das Dores, Rainha da Polônia

 

 O quadro atual A pintura milagrosa

Lichen – é uma pequena cidade na parte oeste da Polônia, chamada Wielkopolska.
A primeira aparição ocorreu em 1813, foi quando a Polônia não existia como país e era dividida em três paises : Rússia, Alemanha e Áustria-Hungria . Era um momento terrível para todos os polacos , era impossível usar a nossa língua nas escolas .Essa situação durou até 1918, mais de 120 anos .

O  povo polaco rezava para ter novamente a Pátria livre . Em tais circunstâncias a Santa Mãe apareceu para os polacos e pediu-lhes para rezar e se converterem .

A Santa Mãe apareceu a dois homens : Sr. Tomasz Kłossowski e Sr. Mikołaj Sikatka. A primeira aparição ocorreu em Leipzig, na Alemanha e a segunda em Grablin, na Polônia . 

Sr. Tomasz Kłossowski que era um escudeiro , lutou pela liberdade e participou de guerras e insurreições depois que os invasores tomaram a propriedade de sua família e eles se tornaram pobres . O Sr. Kłossowski mudou-se para Izabelin perto de Lichen e começou a trabalhar como ferreiro . Ele participou de mais uma guerra em 1813 , se feriu e quase morreu . Isso aconteceu perto de Leipzig, Alemanha . Sr. Kłossowski não queria morrer em um país estrangeiro , por isso ele orou e pediu ao Senhor que lhe permitisse voltar para a Polônia e morrer em sua terra natal . Num momento a Santa Mãe apareceu-lhe e disse-lhe que ele seria curado e voltaria para a Polônia como tinha pedido . Nossa Senhora pediu ao Sr. Kłossowski para encontrar uma foto dela, quando ele viu , adorou a foto . Quando o Sr. Kłossowski voltou para a Polônia , ele começou a procurer port al quadro, finalmente o encontrou quando estava voltando de uma peregrinação a Czestochowa. Ele o encontrou na aldeia Lgota. Ele pegou a foto e a pendurou numa árvore na floresta de Grablin . Logo depois ele morreu .

A aparição da Santa Mãe ao Sr. Tomasz
Kłossowski, em Leipzig, 1813

Dois anos mais tarde a Santa Mãe apareceu para o Sr. Mikołaj Sikatka. Foi em 1850. Nossa Senhora chamou o povo para a conversão , penitência e oração . Ela informou sobre a punição que viria : sobre as guerras e uma epidemia de cólera . A Santa Mãe deu-lhes esperança e prometeu-lhes :  

“Quando os tempos difíceis chegarem, as pessoas que virão na frente desta imagem e rezarem e fizerem penitência, não morrerão . Sempre que esta nação vier até a mim e pedir ajuda, eu não deixarei esta nação, irei guardá-la em Meu coração como fiz com esta Águia Branca . A imagem deve ser colocada num lugar melhor e publicamente adorada . Os peregrinos de toda Polônia virá ver este quadro e encontrarão consolo para suas angústias . Eu reinarei por minha nação, para sempre . Neste local deverá ser construída uma magnífica igreja para minha veneração . Se as pessoas não construírem esta igreja, os anjos construirão .” 

A Águia Branca é o emblema da Polônia, por isso
é um sinal maravilhoso para o povo polonês

 

As aparições ao Sr. Mikołaj Sikatka
em 1850, na floresta Grablin, Polônia

As promessas da Santa Mãe logo se tornaram realidade . Em 1852 a epidemia de cólera começou e graças a orações em frente a esta imagem as pessoas receberam graças. Em setembro de 1852, a imagem foi colocada na Igreja Paroquial de Lichen.

O grande Santuário começou a ser construído em 1994. Este Santuário é também uma oferenda da Igreja católica na Polônia . Em 2 de julho de 2006 a imagem milagrosa da Santa Mãe de Lichen foi colocada no novo Santuário .

A Basílica em Lichen, uma oferenda da Nação Polaca

 

A nave da Basílica em Lichen

 

A Capela no lugar das aparições na floresta em Grablin

 

A parte antiga do Santuário de Lichen

Nós gostaríamos de agradecer ao Santuário de Lichen, ao Centro de Informação e Promoção do Santuário por nos permitir usar as informações de seu site .